Com o advento da tecnologia incorporada aos negócios, nunca se deu tanto valor a sua importância. Altas lideranças perceberam que atualmente o sucesso dos seus negócios está ligado ao desempenho do setor de TI. Dessa forma, uma maneira de alinhar objetivos é por meio do plano estratégico de TI, baseado nas necessidades da empresa.

Ou seja, o gestor precisa guiar sua equipe de TI e planejar ações voltadas para as demandas da empresa. É no planejamento estratégico empresarial que se definem os objetivos e cabe a TI caminhar lado a lado dessa proposta. Principalmente, alocando os recursos tecnológicos de maneira estratégica.

Dessa maneira, o setor de TI irá conduzir suas atividades de maneira mais eficiente. Além disso, o plano estratégico de TI também é capaz de identificar possíveis problemas que o setor pode ter. Assim, criar procedimentos padrões para esses casos. 

Então vamos ao que interessa: como montar um plano estratégico de TI? Entenda a seguir!

FAÇA O ALINHAMENTO DAS EQUIPES

Como dissemos, uma gestão de TI que quer somar com a empresa, deve alinhar seu plano estratégico com os objetivos da empresa. Nisso também o gestor deve reforçar a missão e os valores do negócio com sua equipe, e assim, o papel de TI no negócio. Essas ações ajudam a elaborar um plano estratégico de TI adequado à realidade da empresa, capaz de fazer a diferença.

ESTABELEÇA METAS PARA O PLANO ESTRATÉGICO DE TI

O ato de estabelecer metas é um dos mais cruciais do plano estratégico de TI. Serão elas que irão guiar gestor e equipe pelo período estabelecido em busca dos objetivos finais. Portanto, podem ser incluídos nesta tarefa números a serem atingidos em funções como: atendimentos, chamados abertos, atualizações do sistema e entre outros. Vale lembrar que o gestor também deve determinar metas capazes de serem alcançadas. Assim como fazer reuniões periódicas com sua equipe para que estejam cientes delas.

FAÇA O MONITORAMENTO

São os indicadores que responderão como está o desempenho do setor de TI. Então, é responsabilidade do gestor escolher indicadores chaves e fazer o monitoramento dos serviços de TI. Analisar os processos, quais precisam melhorar e apresentar feedback são algumas das tarefas que fazem parte desse acompanhamento constante do gestor.

Além de conduzir aperfeiçoamentos no setor, o gestor poderá compartilhar com a equipe dados sobre esse desempenho. E assim, os membros da equipe compreenderão melhor como devem atuar e em que precisam mudar. Da mesma maneira, o gestor deve dar abertura para feedback e incentivar sugestões no plano estratégico de TI. Essas são formas de criar um clima de trabalho mais profissional e agradável, aumentando as chances de atingir as metas o setor.

ANALISE OS RISCOS

Como qualquer outro setor, a área de TI também deve estar atenta aos riscos. Durante a criação do plano estratégico de TI, o gestor deve levar em conta os possíveis problemas que podem acometer a equipe. Assim, também determinar quais serão os procedimentos quando os problemas acontecerem, como por exemplo: invasões cibernéticas, quedas longas no sistema, quebras de confidencialidade, atrasos em projetos e demais situações.

É claro que existem situações que podem ser imprevisíveis, mas um plano estratégico de TI deve preparar o setor como puder. Aliás, treinamentos e atualizações também podem ser contempladas pelo plano se o gestor considerar importantes.

Esperamos que essas dicas te ajudem a montar um plano estratégico de TI eficiente! Lembre-se de adaptá-lo às suas necessidades e da empresa.

Fique atualizado em temas como esse sobre gestão de TI. Assine nossa newsletter e receba em primeira mão os artigos do nosso blog!

Referências: Profissionais TI