Já ouviu falar nesses dois termos, SaaS e WaaS? Mais uma vez, preparemos um publicação para desmistificar expressões que envolvem o universo da tecnologia.

Ambas são siglas para expressões em inglês. Software as a Service para SaaS, e em português, “Programa (ou aplicação) como Serviço“. Para WaaS, a expressão é WLAN as a Service, ou “Wifi como Serviço“. Como curiosidade, WLAN também é uma sigla da expressão Wireless Local Area Network, mais conhecida como WiFi.

Como o próprio nome e contexto sugerem, SaaS e WaaS são serviços oferecidos através da internet. Por isso, é comum encontrar esses termos ligados ao cloud computing, por exemplo. Veja em nosso artigo mais detalhes, exemplos e algumas características dessas tecnologias.

Qual a diferença entre SaaS e WaaS?

SaaS

Pela própria definição já pudemos ter uma dica. Um SaaS é um software que oferece um serviço e, geralmente, é distribuído online.

O avanço da computação em nuvens (cloud computing) têm facilitado o avanço dessa tecnologia pois intensifica a proposta de praticidade, flexibilização na subscrição e distribuição. Para entender melhor, basta olhar para as ferramentas do Google Tools, como o Google Docs. Antigamente, ao adquiria um software, era necessário realizar o processo de compra e aguardar a chegada de um CD com o programa instalado.

A tecnologia SaaS possibilitou um avanço expressivo e revolucionou o mercado. Hoje as empresas possuem uma facilidade maior na distribuição. Do ponto de vista do usuário, pode ser mais vantajoso financeiramente, pois muitas empresas que oferecem SaaS oferecem módulos sob demanda.

WaaS

No caso da tecnologia WaaS, ao invés da oferta de um programa, o que é oferecido ao usuário é uma conexão WiFi. É isso mesmo. Pense só, qual é a primeira pergunta que uma pessoa faz ao chegar em algum ambiente novo? Pode ser a cada de um amigo, um show, um evento, a pergunta será: “Qual a senha do WiFi?”

Dessa forma, administrar o fluxo de dados e a rede em si, como a qualidade da conexão, velocidade, entre outros fatores, pode ser algo complicado para uma empresa não especializada nesse tipo de tecnologia. Então, algumas empresas oferecem essa solução, ficando responsáveis por administrar a conexão WiFi oferecida para negócios que têm essa demanda.

Embora tenham a nomenclatura parecida, SaaS e WaaS são tecnologias distintas.

Benefícios da utilização das tecnologias SaaS e WaaS

Todo administrador sabe que um dos maiores custos envolve a distribuição de seus produtos. Então um dos principais benefícios é a economia com envio de CDs e DVDs. Para além do custo, há ainda o tempo de espera do usuário para começar a utilizar o software adquirido. A computação em nuvem além de resolver essa questão, ainda possibilita a entrega imediata: basta assinar, fazer o download de um aplicativo (se necessário) e já começar a utilizar.

Ao longo do tempo, empresas que oferecem SaaS perceberam que outros serviços precisaram ser aprimorados. Essa utilização imediata trouxe também o feedback imediato. Então, o atendimento ao cliente e a área de desenvolvimento tiveram que se adaptar à essa nova demanda. Oferecer SaaS também demanda checar a qualidade e segurança do servidor, pois é de se esperar que o fluxo de conexões aumente.

No caso de WaaS, o principal benefício é contar com um parceiro especializado em conexões de rede que irá garantir ao seu público uma conexão de qualidade.

Computação em Nuvem

Apenas para garantir a compreensão, a computação em nuvem é um conceito amplo e muito importante no contexto tecnológico atual. Ela permite uma economia em termos de equipamento e estrutura e entrega mais segurança e mobilidade. E é nesse sentido que entra o SaaS, pois esse utiliza a computação de nuvem como forma de entrega.

Minimizando risco com aplicações SaaS

Como tudo que envolve a internet, é necessário ter um ambiente seguro. Muitas vezes, a oferta de um SaaS está associada a alguma assinatura, e portanto, dados de usuários. É importante que a empresa se preocupe com alguns pontos, como:

  • Possuir esquemas de criptografia;
  • Desenvolver um rigoroso controle de acesso;
  • Criar um sistema de gravação de cópias de segurança;
  • Se atentar à confiabilidade: erros e falhas podem gerar insegurança no usuário.
Conseguiu entender a diferença entre SaaS e WaaS? Qualquer negócio pode adotar ambas tecnologias e obter excelentes resultados. No caso de SaaS, quanto maior for o envolvimento com cloud computing, melhor ainda. Para WaaS, vale analisar a quantidade de usuários e, também, qual o envolvimento deles com o negócio. Uma pequena empresa pode não obter vantagens, mas uma casa de shows, por exemplo, pode oferecer um melhor serviço com uma WaaS.
Gostou do artigo? Então, inscreva-se em nossa newsletter e receba semanalmente dicas relevantes para o seu negócio!

Referências: Olhar Digital, TecMundo