É fato: o uso de sistemas ERP (Enterprise Resource Planning) já é uma realidade em boas parte das empresas brasileiras. Ademais, o software é desenvolvido com ferramentas específicas para cada empresa, o que permite que a adaptação a ele seja mais fácil. Entretanto, sem o treinamento da equipe desenvolvedora do ERP, a empresa não conseguirá extrair o máximo dessa tecnologia.

Portanto, é na capacitação dos colaboradores que está o segredo para se obter as vantagens de um ERP. Corte de custos, otimização de processos, integração de diferentes áreas da empresa e acesso a dados sobre o desempenho do negócio são alguns dos benefícios. E qual gestor não gostaria de aproveitá-los ao máximo?

É por isso que o processo de implantação do ERP não pode deixar de incluir o treinamento da equipe. Afinal, é ela quem irá usar o sistema diariamente e se organizará a partir dele, com o acompanhamento da gestão. Da mesma maneira, é importante que o sistema esteja alinhado à cultura organizacional da empresa e aos seus objetivos. Isso evita que sejam adotados recursos que não condizem com o fluxo de trabalho da equipe ou que não acompanhem o crescimento da empresa.

VANTAGENS DO TREINAMENTO DA EQUIPE

Investir na capacitação dos colaboradores é parte fundamental para o sucesso da empresa. Diante disso, o colaborador deve dominar ao máximo todas as funcionalidades do ERP a fim de garantir um bom desempenho nas suas obrigações e manter sua produtividade conforme o esperado.

Além disso, quando um treinamento eficiente e claro é disponibilizado, menor a resistência às mudanças propostas pelo ERP. Consequentemente, o gestor de TI terá maior disposição da sua equipe no uso da ferramenta e terá um time mais alinhado. Assim, a empresa poderá ter um time de TI consciente e responsável por suas funções específicas.

ASPECTOS IMPORTANTES DO TREINAMENTO: PLANEJAMENTO

Após os estudos de implantação, onde são decididos os recursos que serão disponibilizados no ERP, vem a etapa de uso e validação pelos usuários. Nesse momento, é ideal ter um planejamento do treinamento que deverá incluir teoria, prática, perguntas frequentes e possíveis adaptações.

Ao mesmo tempo, é essencial que o gestor demonstre como o uso do ERP é estratégico. Assim, os colaboradores entendem as vantagens e o que a empresa pretende atingir com essa nova funcionalidade. Também faz parte do planejamento fazer um cronograma de treinamento, sem deixar que o aprendizado seja desgastante.

INCENTIVE A AUTONOMIA

Durante o treinamento, é interessante incentivar os funcionários a fazerem o uso do ERP de maneira independente. Uma boa forma de implementar a prática é disponibilizar todo o conteúdo de treinamento para os colaboradores. Assim, eles podem rever o estudo quando necessário. Da mesma maneira, novos colaboradores poderão usufruir do material e aprender a operar o software.

DESIGNE UM PROFISSIONAL OU ADOTE O SERVICE DESK

Ter um profissional como supervisor do treinamento é uma forma de garantir um especialista na função. Com isso, todas as dúvidas poderão ser solucionadas e ele será referência para os demais colaboradores. No entanto, nem sempre as empresas possuem esse profissional qualificado no quadro. 

Uma ótima maneira de resolver esse problema é por meio do Service Desk. Uma solução terceirizada disponibilizada por empresas experientes no ramo de sistemas ERP. Portanto, ela será a responsável por implantar o sistema na empresa, assim como realizar o treinamento da equipe sobre seu uso. E assim, os colaboradores conseguirão focar no core business do negócio.

CONSIDERE O APRENDIZADO INDIVIDUAL

Até mesmo o treinamento mais completo não será capaz de ser satisfatório para todos os usuários. Afinal, cada indivíduo tem um processo de aprendizado e um tempo diferente para absorver o conteúdo. Portanto, use diferentes materiais de apoio, textos, vídeos, gráficos e demais formas que possam afetar positivamente o colaborador.

A terceira etapa, após o treinamento, é a de implementar o ERP a partir de uma metodologia eficiente. Sugerimos a leitura sobre o tema completo neste link, onde você poderá conhecer todas as fases desse processo!

 

Referências: Uppertools