Se olharmos ao nosso redor, identificamos diversos aparelhos que tornam nossa vida mais fácil através da tecnologia. Não há como negar, ela está presente em todos os espaços da nossa rotina. Aliás, tamanha presença também ocasiona mais descartes já que os aparelhos se tornam obsoletos em pouco tempo. Para evitar que esse desperdício afete o meio ambiente, surgiu a TI Verde.

O termo apareceu em 2005, mas o conceito de sustentabilidade foi difundido pela ONU em 1985. Assim, é definida a TI Verde como o conjunto de práticas e políticas em que há o menor impacto ambiental possível, nos processos de fabricação, uso e descarte de seus produtos.

Apesar da prática ainda estar crescendo no Brasil, o tema é uma preocupação global. Afinal, a tecnologia está presente tanto nos âmbitos econômicos quantos sociais do ser humano. E afetam o planeta diariamente, em diferentes fases. Entretanto, algumas empresas já enxergam os benefícios e formas de praticarem a sustentabilidade. Leia mais sobre o tema abaixo!

VANTAGEM DA SUSTENTABILIDADE

A principal dúvida ao pensar em TI Verde é qual o tamanho de investimento que isso exige. Pois, adquirir novos equipamentos que tenham características sustentáveis pode gerar altos custos para a empresa. Aí que o gestor de TI se engana.

Existem diversas possibilidades que podem envolver investimento baixo ou até nenhum. Como adquirir peças novas recicladas que ao final, tornarão o produto mais acessível. Ou seja, custos menores que resultarão em vantagem no preço do seu produto.

Além disso, a inovação precisa estar aliada ao consumo sustentável. Isso significa buscar soluções para os processos internos de TI. Como por exemplo, a instalação de sistemas automatizados, o que aumenta a produtividade da equipe e diminui gastos.

Dessa maneira, os benefícios se concentram em vantagens para o negócio em médio ou longo prazo, assim como aumento da produtividade ao otimizar os processos.

ATUALIZAR OS EQUIPAMENTOS

Como falamos acima, a atualização na área da tecnologia é uma tarefa constante. Uma maneira de combinar isso com TI Verde é buscar usar ao máximo as capacidades do hardware e software. Então, se é possível rodar sistemas mais complexos na máquina que a empresa já possui, não há porque investir em últimos modelos.

Essa dica está apoiada em estudos que demonstraram que a maioria dos equipamentos informacionais operam com capacidade reduzida. Portanto, ao ter sistemas atualizados, a produtividade aumenta e pode haver até uma redução no uso de energia.

ADOTAR PROGRAMAS OPEN SOURCE

Além de já ser um “estilo de vida” para diversas empresas, os programas de código aberto podem trazer benefícios ligados à sustentabilidade em TI. Por serem ferramentas gratuitas, reduzem custos de licença, atualização e manutenção. Dessa maneira, esses recursos podem ser alocados para outros setores.

Outra vantagem é a própria essência do open source. Tais softwares estão em constante melhoria e assim, possuem atualizações gratuitas disponíveis para seus usuários.

Entretanto, há de se ponderar quais sistemas podem usar esse modelo, já que alguns processos mais complexos exigem ferramentas específicas que não estão disponíveis em código aberto.

GERENCIAMENTO DE ENERGIA

Antes de comprar novos equipamentos, o gestor pode verificar se eles estão de acordo com as diretrizes da Energy Star de menor consumo de energia. No site da EPEAT é possível verificar qual o desempenho e classificação ambiental de cada hardware.

Assim como, também é possível diminuir a conta de energia ao reduzir a temperatura nos Data Centers. A sugestão é o uso de tecnologias de energia alternativa e, se possível, escolher cidades para implementar o Data Center que tenham temperatura média mais baixa. A experiência está baseada nos resultados obtidos pelo Data Center do Google instalado no Alaska, Estados Unidos.

TI VERDE APOIADA EM SERVIÇOS ONLINE

Uma análise profunda dos processos de TI que podem ser deslocados para a nuvem pode trazer surpresas. Isso porque, por mais óbvio que a dica pareça, a cada dia surgem novas possibilidades de armazenamento e tipos de serviço. Então, a primeira dica é migrar todos os documentos para o formato digital, assim como tarefas que podem ser feitas no online.

A terceirização de serviços também traz economia de recursos e permite focar no core business com maior facilidade. Conhecido também como Outsourcing, as vantagens ligadas ao TI Verde também se concentram em melhor aproveitamento do espaço (já que a equipe estará em outro local), economia de energia e otimização dos processos.

Gostou das nossas dicas? Assine nossa newsletter e receba conteúdo relevante como esse!

Referências: Accept e Computer World